Paripi Koumei


Morrer como um dos grandes nomes históricos e renascer em uma festa de halloween? Deve ser muuuuuito louco. 

General dos Três Reinos, Kongming morre desejando renascer em um mundo sem guerra, e este desejo foi atendido, ele renasce no centro de uma festa halloween em Tóquio, e logo "se perde" nesse mundo. Ele acaba chegando em um bar onde se encanta pela música de Tsumiki Eiko, uma cantora amadora que trabalha no bar. 

Após a noitada, Kongming é encontrado dormindo no canto de uma viela por Eiko, que decide levar ele para sua casa. E como de se imaginar, Kongming não sabe de nada sobre aquele novo mundo, e pergunta por horas (MUITAS PERGUNTAS) para Eiko sobre aquele mundo em questão.

Por ter renascido no meio do nada, Kongming não tem nadinha, nem mesmo uma carteira de identidade ou emprego, e ele decide arrumar um trabalho logo. Eiko o leva até o bar para fazer uma entrevista com seu chefe, que por surpresa é fascinado em fatos históricos que logo se identifica com Kongming, mesmo ninguém ali sabendo que ele é o verdadeiro Kongming.

Diante de tudo isso, Eiko quer desistir de ser cantora. Sendo a música a salvação de sua vida, ela não vê, ou pelo menos não consegue sentir, que as pessoas vão gostar de suas músicas e Kongming resolve ajudá-la a chegar em sua conquista.

Só pelo fato de usar figura histórica com a atualidade fica muito legal, ainda mais colocando os personagens principais com a personalidade tão boa quanto. É uma comédia muito bacana de se acompanhar e tem por trás um drama que da mais vontade de assistir.

Marcos Silva, 24 anos, Suporte T.I. e colunista do Portal Estante da Josy

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.