[Resenha] O caçador de pipas - Khaled Hosseini

Resultado de imagem para o caçador de pipas Olá, leitores tudo bem?  Hoje divido com vocês a resenha de um livro com uma história muito bonita. O caçador de pipas é do autor Khaled Hosseini, e foi lançado em 2003. Como vocês devem ter observado eu sempre procuro resenhar as obras desse autor, pois gosto muito de sua escrita.
Essa obra é sobre amizade. Uma amizade tão bonita, pura e verdadeira que abdica de qualquer sentimento de egoísmo.
Amir e Hassan são dois garotos quase da mesma idade, mas com realidades muito distintas. Amir é de uma família rica, porém é um garoto muito inseguro que busca sempre a aprovação de seu pai. Hassan tem uma vida muito humilde, não sabe ler nem escrever, mas é conhecido por sua bondade e lealdade.
Apesar de realidades distintas o que une os amigos, é a paixão que ambos nutrem pelas histórias dos grandes guerreiros, filmes de caubóis americanos e principalmente as pipas.
E foi em um campeonato de pipas que aconteceu algo que mudaria para sempre a doce e inocente amizade de ambos. Foi nesse momento que Hassan demonstrou que a lealdade pode ser gloriosa e também pode custar muito caro. 

Alguns acontecimentos acabam separando os amigos e quando Amir vai embora para os Estados Unidos para fugir da invasão soviética no país, ele perde todo e qualquer contato com seu bom amigo.
Porém a vida sempre cobra suas dívidas, e Amir acaba voltando para sua terra natal. Vinte anos depois, Hassan e a pipa azul o trazem de volta. O que me encantou na obra foi à maneira que o autor apresentou os personagens principais e suas personalidades tão diferentes. 
Como Amir, um dos protagonistas, apresenta uma personalidade covarde, com desvios de conduta, mas ao mesmo tempo busca uma redenção que pode acalmar sua alma que sofre a tanto tempo por algo grave que o passado esconde. Como Hassan consegue ser tão integro, bom, doce e um amigo que certamente amou Amir mais que a si mesmo.
A história se passa no Afeganistão, então não tem como fugir dos detalhes de toda crueldade que assola o país. Como é comum na escrita de Khaled, nos somos apresentados a essa realidade e passamos a viver todas as emoções, decepções que sofrem seus personagens. 
O caçador de pipas é sobre amizade, mais principalmente sobre amor. Um amor tão integro que nem toda crueldade vivida pelos personagens pode destruí-lo. Quem curte o modo de escrita de Khaled certamente vai se apaixonar pela leitura, eu confesso que esse é um dos meus livros favoritos e digo que é quase impossível ler apenas uma vez.
Para quem curte adaptações, a obra tem versão nas telonas do cinema. O filme foi lançado em 2007 e foi dirigido por Marc Forster. E para os papéis dos protagonistas Hassan e Amir tivemos a interpretação dos atores Ahmad Khan e Khalid Abdalla respectivamente. Eu particularmente gostei bastante dessa adaptação e achei bem fiel ao livro.
  Fico por aqui, e os deixo com alguns trechos bem interessantes do livro! Até a próxima! 

“Eu me tornei o que sou hoje aos doze anos, em um dia nublado e gélido do inverno de 1975. Lembro do momento exato em que isso aconteceu, quando estava agachado por detrás de uma parede de barro parcialmente desmoronada, espiando o beco que ficava perto do riacho congelado.”Pág. 9
“Saí correndo. Um adulto correndo em meio a um enxame de crianças que gritavam. Mas nem me importei. Saí correndo, com o vento batendo no rosto e um sorriso tão grande quanto o vale do Panjsher nos lábios.Saí correndo. ” Pág. 365

Nenhum comentário :

Postar um comentário