[Série] #26 My So - Called Life

     Olá! Hoje em minha resenha trago uma série muito antiga. Para ser mais exata, ela foi transmitida em 1994 e 1995. E, acreditem, só descobri esse amorzinho de produção há algumas semanas atrás.
My So- Called Life aborda o universo adolescente de Angela Chase (Claire Danes), mas antes que alguém diga que já está cansado de séries teens, eu adianto que não sou fã deste tipo de produção, porém está em questão, foge um pouco do que vemos por aí. Sem o glamour de festas, problemáticas nem tão relevantes, essa série aborda problemas mais reais e menos superficiais.
     Angela é aquela personagem tipicamente adolescente, ou seja, parece que seus problemas são o fim do mundo. Ela vive com seu pai Graham Chase (Tom Irwin), sua mãe Patty Chase (Bess Armstrong) e sua irmã Danielle (Lisa Wilhoit).
     Quando a série se inicia podemos observar que Angela começa a andar com outros amigos na escola, e com isso acaba deixando meio de lado a amiga de infância Sharon Cherski (Devon Odessa).  Seu novo grupo é composto pelo companheiro e fiel amigo Enrique Vazquez (Wilson Cruz) e a maluca e inconsequente Rayanne Graff (A.J. Langer).
    Claro que Angela tem seu amor platônico (o atual termo crush rsrs). Jordan Catalano (Jared Leto) é o típico garoto por quem as garotas são apaixonadas: tem seu estilo, toca em uma banda e é certamente uma péssima influência.
     Ela e os amigos passam por muitos problemas durante o desenrolar da série, alguns são dramas adolescentes, mas outros conseguem trazer boas reflexões sobre temas importantes.
     Como citei acima, a produção foge das mesmices que estamos acostumados neste tipo de série. Em My So- Called Life, muitos problemas reais e relevantes são abordados, como por exemplo, o fato de termos personagens gays em uma época que o assunto era ainda mais tabu do que atualmente, desigualdades sociais e jovens com sérios problemas com álcool.
     A série é narrada em primeira pessoa, por Angela, então, conseguimos entrar em seu universo e entender um pouco sobre suas dúvidas, sentimentos e emoções.
     Outro ponto interessante, e que eu gosto muito em produções antigas, é observar detalhes como figurino, linguagem e trilha sonora, pois são bem diferentes do que vemos hoje em dia.
     Ao todo são 19 episódios de cerca de 45 minutos cada. A produção foi cancelada após sua primeira temporada, o que foi considerado por muitos como precipitada, pois o final deixou muita coisa em aberto.
     Por hoje fico por aqui! Até a próxima resenha!
My So - Called Life

Nenhum comentário :

Postar um comentário