[Resenha] Sob sua proteção - Cleia Lira

    A jovem Mila não teve uma vida fácil. A garota, moradora do morro do alemão, sempre sonhou em ser bailarina e quando ela finalmente consegue realizar seu sonho, o vê transformando-se em pesadelo quando ela chega em sua casa para contar a novidade e encontra sua mãe e irmã mortas. A partir desse episódio a vida dela muda totalmente. Perdida, desolada e totalmente confusa por não se lembrar de nada daquele momento traumático, ela recebe ajuda de um belo cavalheiro.
      Nick, um policial muito lindo, a encontra no local e a leva para seu apartamento até que surja uma vaga no programa de proteção a testemunha. Ele já havia perdido cinco testemunhas no decorrer e sua carreira e estava preocupado em perder também essa jovem, por isso decidiu que ele mesmo faria a proteção dela. 
      Mas conforme eles vão convivendo juntos, ele desenvolve um carinho que logo se transforma em paixão. E o sentimento é recíproco. E quando menos esperam, já estão completamente envolvidos.
“Tem sempre uma primeira vez para tudo, e as minhas parecem ser todas com você.”
     Desviada a atenção do foco pelo qual ela está ali, eles descuidam e acabam sofrendo as consequências, pois o culpado pelo assassinato ainda está a solta e a procura da última integrante da família. E o pior: ele está mais perto do que se imagina. Como se não bastasse isso. Nick é de uma família muito rica e o seu pai não aceita esse relacionamento com uma “favelada”.
      A presença do policial acabou se tornando cada vez mais necessária na vida de Mila e com todo esse carinho era impossível ela não ficar completamente apaixonada. Apesar disso, ela sabia que a separação seria inevitável: ou surgiria a aguardada vaga no programa de testemunhas ou a família de Nick iria fazer o possível para separá-los. Mas o destino gosta de pregar peças e talvez as coisas não tomam o mesmo caminho que imaginamos, mas chegam ao mesmo destino. Quem sabe?  
 “Prefiro me arrepender de lutar por um amor do que ficar parada pensando em como teria sido se eu tivesse coragem de vivê-lo.”
      Apesar de ser um romance bem intenso e caloroso, as cenas de sexo não são muito detalhadas, o que provavelmente agrada muito os leitores que preferem os romances mais light. Eu mesma gostei muito da narrativa dessa forma. Ficou tudo no limite do romântico sem extravagâncias.
 “Vem aqui que eu mato a sua fome de comida e você mata a minha fome de você.”
      Na questão técnica, o livro possui vários problemas de pontuação e repetição de palavras que acabam incomodando um pouco, mas não comprometem o desenvolvimento da história. E na estética, não tem como não elogiar. Além de uma capa encantadora, a obra possui uma diagramação linda.
      O livro traz um roteiro original com alguns clichês. Amei a ideia principal do livro e gostei bastante da forma como foi desenvolvida a trama. A narração é intercalada entre os dois personagens principais – Mila e Nick – possibilitando ver a história pelos dois pontos de vista. A história possui personagens com problemas reais e vivenciando conflitos reais. E recebe um belo desfecho.
 “Parece que algumas coisas sempre mudam, eu estou sempre te salvando e você desmaiando nos meus braços.”
      Três músicas são citadas no decorrer da narrativa e uma, inclusive, acaba se tornando a música do casal. As músicas são: Thinking Out Loud – Ed Sheeran, Sugar – Maroon 5 e A Thousand Years. Vou deixar a playlist aqui para vocês ouvirem.


“Você está enganado, a música não é só para ser ouvida, às vezes queremos uma para dançar, outras para chorar, algumas para lembrar-se de alguém ou até mesmo esquecer, por esse motivo precisamos ter vários estilos, um para cada momento da nossa vida.”

Sobre a autora: 

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindoNasceu numa pequena cidade do interior de São Paulo chamada Arco-íris. Porém, adotou Sumaré como cidade do coração, onde se casou e teve duas filhas. É professora e, nas horas vagas, lê. Na verdade, segundo seu marido, devora os livros. Esse é o seu maior vício. Quando começa, não consegue parar de ler. E foi assim que se tornou uma escritora. Leu tanto, que um dia procurou uma história diferente para ler e, como não achou, resolveu escrevê-la e alguns meses depois surgiu seu primeiro livro: Sob sua proteção.

FacebookInstagram

Nenhum comentário :

Postar um comentário