[Série] Resumo: Game Of Thrones - 1ª a 3ª temporada

  Olá meus queridos, como estão? Hoje trago uma resenha que resume todas as seis temporadas de uma série que amo. Para não ficar um post muito longo, trouxe hoje as três primeiras temporadas, e amanhã trarei as outras três.
Você pode nunca ter lido As Crônicas de Gelo e Fogo de George Martin, ou não ter visto nenhum episódio de Game of Thrones, a poderosa série da HBO, mas certamente já ouviu alguma coisa sobre o assunto.
Eu confesso que sou daquelas fãs incondicionais, tanto dos livros quanto da série. E amanhã nosso longo e tenebroso inverno finalmente vai chegar! Winter is  here meus caros!
Esse resumo contém spoilers, meus amigos, afinal, o intuito dessa resenha é refrescar a memória dos fãs que acompanham a produção, pois estamos em um momento quase que final da série, depois dessa temporada teremos apenas mais uma que tudo indica que saíra só em 2019 (isso mesmo, a HBO quer nos matar de ansiedade). Então se pretende ainda ver a série desde o inicio sugiro que pare a leitura por aqui.
Agora se pretende ler mesmo assim, ou se vai começar a ver amanhã a sétima temporada, e não se importa com spoilers (se bem que duvido muito alguém conseguir fugir dos spoilers das redes sociais rsrsr) bem vindo ao universo incrível de Westeros!

Vamos começar então com a primeira temporada, quando fomos apresentados a talvez uma das melhores produções já realizadas (minha opinião super imparcial, eu juro hahahahaha).
Lembrando que são muitos acontecimentos até aqui, se fosse abordar todos, ficaria escrevendo até o inverno chegar. Então resumi de maneira simples as seis temporadas. Já aviso que foi muito complicado fazer esse resumo, pois são muitos fatos para serem abordados.

Primeira temporada



A série foi criada para a HBO por David Benioff e D.B. Weiss. Muitos fãs da obra de George Martin tinham muitos receios em relação ao trabalho que seria realizado pela HBO. Será que todo o gigantesco universo de Westeros conseguiria ser bem representado? E os efeitos visuais? Toda a trama política? E meus amigos, muitas dessas duvidas foram sanadas no episódio piloto.
Claro que nem tudo é realmente fiel, algumas adaptações são necessárias por questões de tempo e pelo espaço que é muito menor que o dos livros. Mas o trabalho realizado pela HBO (seus produtores e todos que participam dessa incrível produção) foi muito bem realizado.
Somos apresentados então a uma briga pelo trono de ferro que promete ser acirrada e não ter limites. E claro, logo no início conhecemos um perigo desconhecido que pode chegar do norte da Muralha, que é defendida pelos soldados da Patrulha da Noite.
Em Winterfell, Eddard “Ned” Stark (Sean Bean), recebe um convite inesperado, mas que ele não consegue recusar: Ser mão do Rei Robert Baratheon (Mark Addy) em Porto Real. Sua esposa Catelyn Stark (Michelle Fairley) fica muito preocupada, pois o último que teve esse posto morreu de uma maneira bem suspeita.
Enquanto isso, o príncipe exilado Viserys Targaryen (Harry Lloyd) arquiteta um plano para recuperar seu trono. Para isso ele oferece sua irmã Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) para Khal Drogo, pois assim ele acredita que vai conseguir um exercito para marchar rumo a Porto Real.
Em Winterfell a rainha Cerei Lannister (Lena Headey) tenta esconder seu relacionamento amoroso com o irmão Jaime ( Nikolaj CosterWaldau). O que eles não esperavam era serem surpreendidos por um dos filhos de Ned, Bran (Isaac Hempstead – Wright). Jaime então não pensa duas vezes (As coisas que ele tem que fazer por amor) empurra o garoto pela janela.
Com o acidente do filho, Catelyn não consegue acompanhar o marido, então ela acaba ficando em Winterfell com o filho em estado muito grave, seu filho caçula Rickon Stark (Art Parkinson) e seu filho mais velho Robb Stark (Richard Madden).
Nesse meio tempo o irmão de Ned acaba chegando para receber a família real, Benjen Stark (Joseph Mawle) começa a perceber que Jon Snow (Kit Harington) filho bastardo do irmão Ned, está ficando sem espaço nas novas mudanças da família. Então ele resolve fazê-lo um convite: fazer parte da Muralha sendo um dos guardiões da Patrulha da Noite. Jon percebe que sua madrasta não o suporta e sabe que sempre vai ser visto como um bastardo, então ele resolve aceitar o convite.
Com isso Ned acaba viajando para Porto Real com suas filhas Arya (Maisie Willians) e Sansa (Sophie Turner). Enquanto Arya adora lutar com espadas, Sansa sonha em se casar com o príncipe Joffrey Baratheon possível sucessor do Trono de Ferro.
Tyrion Lannister é o irmão da rainha Cersei e de Jaime. O anão é sarcástico e com a língua extremamente afiada e isso fica claro logo em suas primeiras aparições. Ele resolve seguir com Jon e Benjen para a Muralha.
Ned percebe que não terá vida fácil em Porto Real. Catelyn começa a descobrir que talvez a morte do último mão do rei tenha sido arquitetada e não pensa duas vezes antes de ir atrás de Ned.
A morte do Rei Robert faz com que Joffrey assuma o Trono de Ferro. Uma armação acaba fazendo Ned ser condenado por traição, e o pior acontece: ele tem sua cabeça decepada pelos Lannisters. A notícia da morte de Ned se espalha pelos sete reinos e muitas coisas prometem mudar.

Segunda temporada

Na medida em que o inverno se aproxima, o jovem Rei Joffrey assume o trono e claro, recebe os conselhos de sua mãe para governar. Seu tio Tyrion é nomeado Mão do Rei, porém o trono na mão dos Lannisters está em perigo. Na muralha um novo líder está surgindo entre os selvagens. E Daenerys tenta ressurgir com a ajuda de seus três dragões e do fiel Sor Jorah Mormont (Iain Glen).
Os irmãos Stannis (Stephen Dillane) e Renly (Gethin Anthony) contestam o trono de ferro, mas não é apenas com isso que Joffrey tem que se preocupar. Robb Stark foi proclamado Rei do Norte e promete vingar a morte de seu pai.
Outros conflitos surgem para ajudar no desenrolar do contexto da história principal, como por exemplo, o conturbado Theon Greyjoy (Alfie Allen) e a aparição de Melisandre (Carice van Houten), que surge como a sacerdotisa que alega ver no fogo a possível tomada do Trono de Ferro por Stannis, tornando se assim o braço direito do irmão de Robert Baratheon em sua luta pelo Reino.
Arya encontra Jaqen H’ghar e começa a conhecer um lado obscuro da face dos deuses. Tyrion e os Lannisters lutam por suas vidas quando Stannis atacam Porto Real em uma batalha que promete deixar muitos mortos.

GoT

Terceira Temporada


Uma das palavras para definir essa terceira temporada seria: aliança. Enquanto a guerra segue, em Porto Real a chegada da família Tyrell ajuda fortalecer os Lannisters. Para isso é arranjado o casamento de Joffrey e Margaery Tyrell (Natalie Dormer). Mas o ambicioso Tywin Lannister resolve que para fortalecer ainda mais sua casa ele precisa realizar outras alianças, isso inclui casar seus outros dois filhos, Cersei e Tyrion. A pretendente escolhida para o anão é Sansa Stark.
Algumas alianças formadas surpreendem, como por exemplo, Jamie e  Brienne de Tarth (Gwendoline Christie) que tem uma relação conturbada no inicio, mas que depois se ameniza. Outro exemplo é Arya com Sandor Clegane (Rory McCann) o “Cão”, lembrando que ele é um dos nomes na lista de Arya para pessoas que ela desejaria ver mortas.
Robb precisa fortalecer sua campanha e consegue um casamento para seu tio Edmure Tully (Tobias Menzies), assegurando assim o apoio dos Frey.
Do outro lado da Muralha Jon enfrenta uma batalha contra seus sentimentos pela selvagem Ygritte (Rose Leslie).
Daenerys é aclamada como Misha pelo exército de escravos que ela liberta e que se juntaram a ela em seu caminho pelo Trono de Ferro.
É nesta temporada que acontece um dos episódios mais fortes de toda a série,  “O casamento Vermelho”. Robb é traído e acaba morto juntamente com sua mãe de uma maneira muito cruel.

     Não percam amanhã, nesse mesmo horário, o resumo das últimas três temporadas! Até lá!



Nenhum comentário :

Postar um comentário