[Resenha] Sangue de princesa - Mayrluci M. Kappes

     “Sangue de princesa”; autora: Mayrluci M. Kappes; editora: Pandorga; 252 páginas.
Compare e CompreAdicione ao skoob
     O livro tem uma capa fabulosa, não tem como negar, e apesar de eu ter lido diversas críticas negativas, resolvi arriscar por ter uma temática que me atrai muito.
     Assim como eu imaginava, a história tem um pouquinho de “A seleção”, mas também tem um pouquinho de “Cinderella” com características bem exclusivas que não foram apresentadas em nenhum desses romances. Gostei muito de terem feito essa união de forma tão autêntica e ainda com um suspense bem interessante.
     A história é sobre Aurora, uma jovem criada/serviçal que mora com sua tia em um palácio. Toda sua vida muda quando ela recebe um convite do rei para celebrar seu aniversário no palácio. Nesse seu dia de princesa, ela ganha um pequeno presente misterioso e também a honra de dançar com o príncipe do reino. Como o baile era a fantasia, todos estavam mascarados, portanto, o príncipe não sabia a verdadeira identidade da garoto que, com algumas danças, roubou seu coração.

     Após o evento. O príncipe Matthew não conseguiu tirar a garota da cabeça e jurou procurar até encontrá-la. Ao mesmo tempo, Aurora é novamente chamada pelo rei, e com o desenrolar de um acontecimento, ela acaba ganhando uma promoção: Ela seria a nova criada direta do príncipe e ficaria encarregada da limpeza do quarto dele.
     Com essa aproximação, Aurora pôde conhecer mais do príncipe que se mostrou uma pessoa carinhosa, atencioso e sem preconceitos, pois apesar de ela ser de uma classe social muito inferior, ele a tratava muito bem, Até bem demais.
     Mas quem não gostou dessa aproximação foi Cassian, o comandante da segurança e amigo de infância de Aurora. Ele sempre foi apaixonado pela garota mas ela nunca conseguiu enxergar isso. Sentindo-se ameaçado, Cassian decidiu investir mais em Aurora, mas agora a jovem já tinha seu coração dividido.
     E se não bastasse ter que resolver por qual dos dois seu coração batia mais, outros problemas começam a surgir, entre eles ataques ao reino e descobertas de seu destino.
A trama me agradou bastante. O romance é bem delicado e o suspense consegue prender a atenção. Mas teve apenas uma coisa que me incomodou de verdade: a quantidade de repetições. Cheguei contar até três vezes a mesma palavra no mesmo parágrafo. E não só palavras, mas ideias também são repetidas e isso fica um pouco incômodo. Nos últimos capítulos isso melhora um pouco, então imagino que o próximo livro da trilogia tenha esse probleminha resolvido.
     Preciso ressaltar que a diagramação é um ponto muito positivo nessa obra. Delicado e charmoso. E a obra contém, em alguns pontos, listas e bilhetes, o que torna a narrativa mais dinâmica. E como a escrita é fluída, é possível terminar o livro em pouquíssimo tempo.

Sobre a autora:

A imagem pode conter: 1 pessoaNasceu no dia 24 de fevereiro de 1994, em uma cidadezinha no interior do estado do Paraná, é formada em Tecnologia em Agronegócio e vive basicamente de administrar o sítio de seus pais. Em seu tempo livre, gosta de ler e escrever, sair com o grupo de jovens da igreja e namorar.
Facebook


Nenhum comentário :

Postar um comentário