[Resenha] Todo dia - David Levithan (Com playlist)

Olá meus queridos, como estão? Hoje trago uma resenha de um livro que acabei de ler. Ou seja, suas memórias ainda estão quentinhas em minha cabeça. E meus caros, preciso dizer de antemão: que livro excelente! "Todo dia" é do autor David Levithan e foi lançado pela editora Galera Record.
Acabei encontrando essa leitura meio que ao acaso, por uma recomendação, e logo que comecei a ler não consegui mais parar até terminá-lo. É um livro muito bem escrito, e que prende muito a atenção do leitor.
Sinopse:
"Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor."

Como eu gostei dessa leitura! Já imaginaram como seria a vida se você em cada dia acordasse em um corpo diferente, em um lugar diferente, com uma vida diferente? Se você não soubesse quem é você, sua história, suas origens? Esse livro é diferente de tudo que eu já li. A história central se passe com A, que acorda todas as manhãs em um corpo diferente, não conseguindo nunca permanecer em um mesmo corpo por mais de um dia. (“A” não sabe se é menino ou menina então vamos trata- ló aqui como “um ser humano”, logo será usado “o” para se referir a “A”).
“A” já está acostumado com sua rotina de hospedeiro e de ter que mudar radicalmente a cada vinte e quatro horas. Até que no dia 5994 ele acorda na pele de Justin. E na vida desse garoto ranzinza ele conhece alguém que mudaria totalmente sua vida. A namorada do garoto o encanta logo de cara. Rihannon é uma garota doce, linda e apaixonada pelo namorado, que parece não se importar muito com a menina, o que deixa “A” inconformado.
A partir dessa experiência no corpo de Justin, “A” não consegue tirar essa garota da cabeça, e então ele passa todos os dias tentando encontraá-la, não se importando como ele será no dia seguinte e nem a distância que estará dela.
“É isso que o amor faz: que você queira reescrever o mundo. Que você queira escolher os personagens, construir o cenário, dirigir o roteiro. A pessoa que você ama senta de frente para você, e você quer fazer tudo que estiver ao alcance para tornar isso possível, infinitamente possível. E quando são apenas vocês dois a sós numa sala, pode fingir que é assim que as coisas são, que é assim que serão”.
O livro é apresentado em capítulos e cada um corresponde a um dia da vida de “A”. O autor conduz a história com maestria e a leitura é muito agradável. Como o livro é em primeira pessoa é impossível não se identificar com o personagem principal. E não se envolver com seus conflitos internos, emoções e claro com seu amor imenso por Rihannon.
É um livro incrível e um dos pontos altos é a falta de informação sobre o sexo de “A”, então não sabemos se é um menino, uma menina, sua orientação sexual e muito menos sua aparência. O que sabemos é que se trata de uma pessoa doce, amável e que se preocupa com os hospedeiros que ele habita por um dia. Não tem como não se apaixonar por “A”.
Recomendo esse livro para quem gosta de histórias diferentes e livros bem escritos e com ótimas estruturas de leitura!
Essa resenha acompanha uma playlist muito especial! Enquanto realizava essa leitura, comecei a me lembrar de músicas que poderiam ser a trilha sonora de “A” e Rihannon, músicas que tem tudo a ver com esta história de amor. Espero que gostem!
Por hoje fico por aqui! Até a próxima resenha! Bjus
“Se você olhar para o centro do iniverso, existe frieza. Um vazio. No final das contas, o universo não se importa conosco. O tempo não se importa conosco.
É por este motivo que temos que cuidar um do outro”.

        Playlist:
Iris – The Goo goog dolls
Miss you Love -  Silverchair
Far Away – Nickelback
You and Me – Lifehouse
Photograph – Ed Sheeran
Relicário – Nando Reis
Whatever ¬ - Oasis
Everglow – Coldplay
Agora eu quero ir – Anavitória



Nenhum comentário :

Postar um comentário