[Resenha] Lavínia e a Árvore dos Tempos - Lucinei M. Campos

Imagem relacionada
     ("Lavínia e A Árvore dos Tempos"; autor: Lucinei M. Campos; 234 páginas).
    Eu preciso começar essa resenha dizendo "Eu me enganei". Eu me enganei porque me deixei levar pela capa e pelo título e julguei que o livro era infantil. Por mais que realmente a protagonista seja uma criança, a ambientação seja o universo infantil, eu tenho certeza que esse livro pode alcançar um público bem mais amplo. As lições passadas durante a narrativa podem e devem ser conhecidas por qualquer pessoa.
     Lavínia é uma garota de 9 anos que passa por problemas de socialização e que, por isso, sofre no colégio como qualquer criança que compartilha desse problema. Seu único amigo é o Léo, um pouco mais novo que ela e que tornou-se o seu melhor amigo.
     Acostumada com essa sua vida, se surpreende ao receber um "presente": uma fada. Mas não uma fada qualquer, ou até mesmo convencional. Essa fada é um homem rabugento. Ele  aparenta ser um cangaceiro. Usa uma peixeira no lugar de uma varinha e tem um sotaque carregado.
     A verdade é que essa fada só foi entregue a Lavínia porque ele odeia os humanos e essa era uma pena a cumprir por ter feito tanto mal aos humanos e até mesmo aos de suas espécie. A fada era mau, muito mau, e em companhia de seu irmão (sua única família) causou várias guerras e destruições. Ele se chama Lorivaldo e adquiriu esse nome e as suas características peculiares para camuflar o verdadeiro motivo para estar ali com a garota: a proteger. Lavínia é uma garota especial e tem um grande segredo que a envolve, o qual ela mesma desconhece.
     Mas Lorivaldo também não sabe de nada disso, por isso acha que recebeu um castigo terrível em ter que acompanhar a pequena durante um ano.  Mas concorda em cumprir sua pena, afinal, "vai que a garota morre durante o tempo de sua punição?" Porém, conforme vai convivendo com a garota, ele percebe que pode não ser tão ruim assim. Que na verdade pode ser até legal se desprender das maldades.

"-Não deseje vingança! Retire isso do seu coração, porque vingança tem enormes consequências, além de ser uma perda de tempo e de poder fazer você ferir muitas pessoas que podem, na verdade, não lhe conhecer direito e por esta razão te excluir! Até porque, ninguém é desprezado por todos. Sempre terá alguém que desejará ficar com você, ou por simplesmente não lhe conhecer, não dirá nada. Você terá que descobrir isso! Perceba as pessoas a sua volta e não somente a dor que algumas lhe trazem! Assim, você vai deixar de querer vingança!" 
Resultado de imagem para lavinia e a arvore dos tempos
Foto: (geradormemes.com)
     O livro contém uma rica mistura de mitologia com o nosso folclore brasileiro (Globinns, duendes, ninfas, boitatá e curupira), inserções que eu, particularmente, achei incrível para não deixar essas lendas morrerem! 
     Os personagens possuem personalidade própria e isso enriquece ainda mais a obra. Lavínia e Léo apresentam uma amizade tão pura e sincera - tão difícil hoje em dia - que aproxima o leitor e o comove. A fada, mesmo que sendo malvado, é impossível não se divertir, dar boas risadas com ele e torcer por sua redenção. É lindo acompanhar o relacionamento que ele vai traçando com a "Mente Brilhante", maneira como ele chama Lavínia. 
    Ao final do livro, várias lições são aprendidas. Entre elas, que a vingança não compensa e que você pode não estar tão sozinho quanto pensa. Isso me fez entender porque esse livro tem sido cada vez mais adotado para ser trabalhado em escolas. Os ensinamentos são valiosos! 

Lorivaldo precisava proteger e salvar Lavínia, mas acaba que a própria Lavínia é quem salva a fada. 
"Os humanos têm o costume de oferecer o primeiro pedaço de bolo a quem lhes desejam o bem, a quem lhes são muito gratos. E este, é o primeiro pedaço de bolo feito por meus pais, e eu ofereço a você."
O livro é de produção independente e a compra pode ser feita com o próprio autor aqui na página do facebook.  E também está à venda em algumas das livrarias do Rio de Janeiro. 

Nenhum comentário :

Postar um comentário