[TAG] Oscar literário (2016)


Olá, leitores! O ano de 2016 já está acabando, hoje já é o último dia, portanto, é hora de retrospectiva! Para isso, escolhi fazer uma TAG: Oscar literário!

Essa TAG foi criada pelo blog Vida Complicada para premiar os livros lidos de 2014, porém, como eu achei muito belezinha o formato (principalmente a caveira!), decidi atualizar e usar para premiar os livros que eu li nesse ano de 2016!
E já que estou fazendo algumas mudanças, vou primeiramente mostrar minha estante de lidos pelo Skoob. É só acessar aqui: https://www.skoob.com.br/estante/livros/todos/1246085
Esse ano eu li 64 livros, sendo uma boa parte deles mangás ou HQ's. Na TAG só vão ser mencionados livros que eu li em 2016. Então vamos lá!

01 - Melhor descrição de cenário

Sabe aquela descrição da mesa de jantar que chega a cheirar bem? É essa que eu quero

Todos os indicados são livros bem descritivos. "E se..." eu tinha a sensação de encontrar os personagens a qualquer momento andando pelas ruas. Nunca mais consegui ver uma tatuagem de pássaros da mesma forma e nunca mais consegui ver pílulas azuis da mesma forma também.
Azeitona tem um cenário bem conhecido: os reality shows, mas a forma como é descrito, acaba nos envolvendo para dentro do programa, como se a qualquer momento eu mesma pudesse ser eliminada! O envolvimento era tanto que às vezes eu tinha algum pensamento mas não me lembrava se tinha lido ou vivido aquilo. 
Já o "Tudo e todas as coisas" traz um tema tão diferente... Uma garota que tem alergia do mundo e que vive num ambiente totalmente enclausurado. Ela aceita essa vida normalmente até saber o que é que ela está perdendo lá fora. A história era narrada de forma tão nítida que eu conseguia sentir o que a protagonista sentia, tanto os prazeres quanto as dores. Eu via o que estava acontecendo, na verdade eu vivi o que acontecia e por isso, ele leva o Oscar!

 02 - Melhor personagem coadjuvante

Aquele que quase se destacou mais do que o protagonista. Tem obras que isso acontece e chega a confundir o coração do leitor

Carina Rissi criou o Marcus, um personagem que não tem como não se apegar e a se apaixonar. Kiera Cass criou um grupo de sereias que, a medida que você vai conhecendo mais sobre a vida delas, você vai se apegando de tal forma que deseja ter um livro único para falar só delas. Mas Lauren Kate criou o Cam, que de fato ganhou um livro só pra ele. É o típico personagem que você vai do amor ao ódio em poucos segundos e vice-versa. Confesso que pretendo continuar a série principalmente por causa dele.

 03 - Melhor personagem 

Aquele que você até acha possível encontrar na rua de tão real que ele é. Nem sempre é o "mocinho", vilões nos encantam também

Personagem bom é aquele que tem um diferencial. É assim que ele se destaca. Por isso escolhi esses três livros. "Só tenho olhos para você" é o primeiro livro erótico que leio em que a mulher não é tratada como inferior e sim o homem. Apesar de ela ainda continuar sendo um pouco bobinha, o empoderamento dela me conquistou muito! Já em "A princesa das Águas"... Bem, é uma releitura de "A pequena sereia", adaptada para os tempos modernos e sendo assim, o papel foi desempenhado perfeitamente e me conquistou por fazer tão jus a personagem e por encantar tanto. Mas o prêmio vai para Zoe, pois não tem maior diferencial do que ter um cachorro como protagonista! A Zoe é uma cadelinha que narra todo a história de sua dona e aos poucos conta sua própria história e a história que construiu ao lado de sua companheira humana. É tão bem escrito que você começa a olhar os cães de outra forma. Ah, gente, vocês precisam ler esse livro, é serio!

 04 - Melhor escritor veterano

Aquele que você sabe que irá te salvar de uma ressaca literária. O que parece escrever apenas para você no mundo

Como veterano eu entendo como "especialista" ou pelo menos mais conhecidos. Portanto coloquei esses três livros que li esse ano representando cada autor. Joyland é o segundo livro que leio do Stephen King, o primeiro livro que li do autor foi Iluminado, li no ano passado. A escrita dele me conquistou e agora tenho vontade de ler todos os livros dele. Stephanie Perkins é outra autora que está tendo como indicação o segundo livro que li dela. Lola e o garoto da casa ao lado era um livro que eu desejava desde os meus 13 anos! Ou seja, 7 anos aguando por esse livro! Finalmente consegui comprar e ler e, talvez por ter colocado tanta expectativa, ele não foi tuuuudo isso. Mas foi uma leitura bem agradável! E o Oscar vai para Carina Rissi por estar sempre me surpreendendo e sempre me encantando cada vez mais por suas histórias. Já disse e vou repetir: ela já entrou para a lista das minhas autoras preferidas! 

 05 - Escritor revelação

Um rosto novo é sempre bom, histórias frescas, melhor ainda. Quem chegou, "causando" na sua estante, esse ano?

"E se..." como eu disse, conseguiu mexer muito comigo. Mesmo tendo sido escrito por uma autora bem novinha, a história é bem profissional e me surpreendeu demais! 
O substituto foi o primeiro livro que li da Brenna. Comprei o livro porque fui atraída pela capa, mas me apeguei muito ao conteúdo também. Se souberem de outros livros da autora que sejam tão bons quanto esse, me indiquem ;) E a ganhadora do Oscar é a Jenny Han! Eu li o primeiro livro dela ano passado "Para todos os garotos que já amei". Por conta do título, eu não dava nada para o livro e tive uma surpresa tremenda. O livro é incrível!! Extremamente bem escrito, bem ambientado... E a continuação não ficou atrás. Com certeza Jenny Han entrou para a minha lista de autores preferidos!

 06 - Melhor livro nacional

O Brasil tem se destacado tanto na literatura que merece uma categoria só dele. Que venham os nacionais!

Como eu disse anteriormente, "Aos olhos de Zoe" é um livro fantástico que vocês precisam ler, por isso é óbvio que ele precisava ser indicado aqui! E Paula Pimenta vocês sabem que é minha rainha, né? A indicação dela aqui era obrigatória, porém, o Oscar vai para uma nova rainha no meu coração Samanta Holtz! Esse livro conseguiu me fazer sentir um misto de emoções que nenhum outro foi capaz até hoje... Não tenho mais palavras para descrevê-lo... Tem resenha dele aqui, leiam ;)

 07 - Melhor livro infantil

Não precisa ser necessariamente infantil, livros que você leria para o seu filho também contam. Aquelas fofuras da literatura merecem ser premiadas

"A garota rebelde" é um livro bem antiguinho, um clássico que passa várias lições incrível. Um livro ótimo para ler para as crianças. E "Querido diário otário" é aquele livro para você esquecer de tudo e dar muitas risadas! Porém, o premiado é o "Desventuras de um garoto nada comum", por ter mesclado muito bem essas duas coisas: humor e aprendizados. Sem contar que é muito gostosinho de ler.

 08 - Melhor conto

Contos são obras pequenas e, independente do gênero, nos tiram o fôlego também. Grandes escritores se rendem a eles

Não sou muito de ler contos, mas esse ano eu li mais do que geralmente e leio. O primeiro indicado, apesar de ser um mangá, traz alguns contos sobre o cotidiano com o qual é fácil nos identificarmos. O segundo indicado é uma fofurisse em massa. São vários contos de fadas modernizados escritos pelas autoras peritas no assunto. E o terceiro foi o ganhador. A partir do momento que terminei de ler esse livro, me tornei fã de Fabio Yabu! "Branca dos mortos e os sete zumbis", também trata dos contos de fadas mas com um tom macabro. É incrível! É tudo tão bem descrito que a gente se pega pensando se aquela não é a história original que maquiaram para ser divulgada. Tem contos que são bem repugnantes e outros que te fazem ficar pensando nele por um bom tempo!

 09 - Melhor editora

Algumas editoras conseguem trazer para o leitor o melhor da literatura e transformam os livros em verdadeiras obras de arte. Sempre tem uma que se destaca mais do que as outras de tempos em tempos

Escolhi para o pódio as três editoras que mais li esse ano. Todas possuem livros incríveis, todo mundo sabe, mas a Record (não só a Galera, mas todo o grupo Record) já é um caso de amor antigo, sou completamente viciada nessa editora e não tem mais o que dizer, só o que sentir ♥

 10 - Melhor livro

Aquela obra que tirou seu sossego por dias ou que você leu em uma "sentada" só. Que te fez pensar, refletir, amar e desejar ter escrito isso antes do escritor

Com "Quando o amor bater a sua porta" eu refleti junto com a Malu, amei com ela e de fato desejei ter tido essa ideia antes da autora. Mas cá entre nós, eu jamais seria capaz de produzir tamanha obra prima! Eu já disse ali em cima o quanto amei esse livro, por isso era obrigatória a indicação dele para melhor livro do ano! E também falei muito ali em cima sobre "Tudo e todas as coisas", não preciso dizer mais nada, né? Ele precisava estar concorrendo. Mas quem ganhou o prêmio mesmo foi o "Bela maldade", quem me conhece bem já me ouviu mandando ler esse livro. É fantástica a forma como ele consegue mexer com o psicológico da gente. Eu não consegui fazer resenha dele pois me senti impedida psicologicamente! Eu sempre costumo dizer que, para quem é fã de Pretty Little Liar, Bela maldade é leitura obrigatória! E nesse ano, esse merece com certeza o prêmio do melhor livro! 

Sinta-sem taggeados por mim para fazer essa TAG também. E me avisem porque quero ver a resposta de vocês! Espero que tenham gostado das indicações. Beijos e um Feliz Ano Novo!!



Nenhum comentário :

Postar um comentário