[Resenha] Cidades de papel


Título: Cidades de Papel
Título original: Paper Towns
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Nº de páginas: 366
Sinopse: Em Cidades de papel, Quentin Jacobsen nutre uma paixão platônica pela vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman desde a infância. Naquela época eles brincavam juntos e andavam de bicicleta pelo bairro, mas hoje ela é uma garota linda e popular na escola e ele é só mais um dos nerds de sua turma.Certa noite, Margo invade a vida de Quentin pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola, esperançoso de que tudo mude depois daquela madrugada e ela decida se aproximar dele. No entanto, ela não aparece naquele dia, nem no outro, nem no seguinte.Quando descobre que o paradeiro dela é agora um
mistério, Quentin logo encontra pistas deixadas por ela e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele pensava que conhecia.
Resenha:
Bom eu li cidades de papel principalmente pela insistência de uma amiga e também porque prometi a ela que leria,mesmo ja sabendo o final (maldito spoiler).
Em cidades de papel conhecemos Quentin, ou somente Q para os amigos. Q nutri um amor platónico por Margo a menina mais popular e mais linda do colégio. Conhecemos também Ben e Radar melhores amigos de Q. Assim como acede, cidades de papel vem repleto de frases de efeito.
Em uma noite Margo bate à janela de Q e pede para ele ser seu motorista e cúmplice em uma vingança de 11 passos que ela planejou. Após passar a noite com Margo ajudando-a em sua vingança Q imagina que finalmente terá atenção que tanto espera dela,mas ela simplesmente some. E é tudo isso que Quentin precisava para sair da sua vidinha monótona em busca de pista que o levem ao paradeiro de Margo.
O livro tem tudo para ser perfeito, porem o autor simplesmente começa a andar em círculos, a historia simplesmente para de evoluir. Uma busca insistente por algo que ele simplesmente nao sabe qual vai ser o resultado.
O desfecho do livro me deixou bem decepcionada, mas nao posso falar dele sem dar spoiler, então . Eu não engoli aquele final.
Indico o livro a quem tiver afim de uma historia leve,em alguns pontos divertida, adolescente e principalmente à quem admira o trabalho de John Green.

Escrito por: Aline Souza

Nenhum comentário :

Postar um comentário