Ultimas

25 novembro 2019

O mundo dos Mangás - Como começou

Vocês sabiam que os mangás que lemos hoje em dia, teve sua origem a muitos anos atrás? Nossos queridos mangás de hoje em dia teve suas primeiras versões no período Nara, século VIII depois de Cristo junto do surgimento dos primeiros rolos de pintura japonesas chamada de "emakimono" ou "emakis". Naquela época, os japoneses associavam pinturas e texto que juntos contavam uma história conforme o rolo se desenrolava.

O primeiro "mangá" ou melhor, "emakimono" é uma cópia da obra chinesa "Ingá kyô" e separada de forma nítida os textos das pinturas. Logo após a metade do século XIIm surgiram os primeiros emakimono com estilo japonês, o "Genji Monogatari" que é também considerado o primeiro romance literário do mundo. Genji é o exemplar de emakimono mais antigo conservado, sendo o mais famoso  o Chōjū-giga.






A palavra "mangá" surgiu em 1814, nos "hokusai mangá", um outro tipo de esboço feito por Katsushika Hokusai, que trazem caricaturas e ilustrações sobre a cultura japonesa. O mangá moderno tem influência dos cartoons ocidentais e de quadrinhos clássicos da Disney, e é basicamente uma criação de Osamu Tezuka, com Shin Takarajima (“A Nova Ilha do Tesouro”), de 1947.
A obra de Tezuka definiu as características dos mangás, como expressões faciais exageradas, elementos metalingüísticos e enquadramentos cinematográficos para aumentar o impacto emocional. O artista foi tão influente que é chamado de Deus Mangá.



Na animação, apesar de haver desenhos anteriores produzidos no Japão, Tezuka é considerado o fundador da indústria, com obras que marcaram a cultura nipônica. Astroboy, em 1963, foi a primeira série animada da TV japonesa com história contínua e personagens recorrentes. Outros trabalhos do autor, como Kimba, o Leão Branco e A Princesa e o Cavaleiro, ajudariam a definir, em técnicas narrativas e de animação, o que hoje é tão reconhecido nos animes                                                                                                                                                                        
O primeiro mangá lançado no Brasil foi "Lobo Solitário" no ano de 1988, pela Cedibra.O mangá narra a história de Ogami Ittō, o carrasco do Shogun que usa uma espada de batalha dōtanuki. Desonrado por falsas acusações do clã Yagyū, ele é forçado a tomar o caminho do assassino.
E a parti dai, os mangás foram sendo melhorados e atualizados até os mangás que conhecemos hoje, o que temos de exemplo, um pouco de comparativo, são os gibis da turma da Mônica, que hoje também é um "tipo" de mangá, só que ocidental kkkk

Espero que tenham gostado desse pequeno artigo, logo vou trazer mais coisas sobre esse universo para vocês <3

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Estante da Josy
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates