[Resenha] Tartarugas até lá embaixo - John Green

Resultado de imagem para tartarugas ate la embaixo     Olá leitores! Preciso dividir minhas impressões sobre um livro que li essa semana. Tartarugas até lá embaixo é o mais novo romance do maravilhoso John Green. Lançado pela editora Intrínseca em 2017, a publicação possui 270 páginas.
Muitos de vocês já devem ter ouvido falar do autor, e possivelmente já leram uma de suas muitas obras. Esse novo livro dele já figura entre os meus favoritos do John, pois consegue ser leve, doce e intenso.
     Aza é uma adolescente de dezesseis anos, que mora com a mãe em Indianópolis, nos Estados Unidos. Ela possui TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) que é um distúrbio psiquiátrico designado por um transtorno gerado por pensamentos compulsivos que geram ansiedade e causam um grande desconforto no individuo.
     Na temática central Aza e sua melhor amiga Daisy, estão em busca de desvendar um grande mistério envolvendo o sumiço do bilionário Russel Pickett, que no dia que deveria se apresentar para a prisão desaparece. As meninas então se motivam em desvendar esse dilema, pois a recompensa por informações importantes sobre o magnata é de 100 mil dólares. Ela só não esperava que Davis, filho do bilionário fosse mexer com seus sentimentos e fazê-la embarcar em uma grande aventura sobre o primeiro amor.

     O ponto alto deste livro é que a história acontece com a narração de Aza em primeira pessoa, com isso, podemos entender um pouco sobre os espirais de pensamentos que permeiam a cabeça da jovem. É ai que vai o grande elogio a John, ele faz isso com maestria. Sua sensibilidade para escrever a cada livro me surpreende e encanta.
     É incrível e por vezes doloroso entender os desafios que envolvem o cotidiano de quem sofre com esse distúrbio. O autor nos coloca na pele da adolescente, e isso é realizado com muito cuidado e carinho.
     Trata-se de um livro intenso, forte e apaixonante. John prova mais uma vez que continua com a “mão” boa para escrever. E mais uma vez nos presenteia com sua escrita de muita qualidade.
Mais não pensem que a história é triste, ou para baixo, apesar dos desafios vividos por Aza, a trama tem muito a nos ensinar sobre vida, convivência e amor.
     Por hoje fico por aqui! Despeço-me deixando alguns trechos lindos desse livro que é ÓTIMO!
"... Davis e eu não conversávamos muito, sequer nos olhávamos muito, mas que isso não importava, porque estávamos observando juntos o mesmo céu, o que, para mim, talvez seja mais íntimo do que contato visual. Qualquer um pode olhar para você, mas é muito raro encontrar quem veja o mesmo mundo que o seu”. pág. 16
“Num determinado ponto da vida, a beleza do mundo torna-se suficiente. Já não precisa fotografar, pintar, ou até recordar. É suficiente”. pág. 59
“Ela me lembrou, mais de uma vez, que a chuva de meteoros estava acontecendo, acima do céu nublado, só não podíamos vê-la. Quem se importa com beijos quando ela vê através das nuvens? pág. 178

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Template desenvolvido por Bruna Borges © Todos os direitos reservados - Powered By Blogger