[Resenha] O silêncio das montanhas - Khaled Hosseini

Resultado de imagem para o silencio das montanhasOlá meus leitores queridos, tudo bem com vocês? Cá estou de volta trazendo uma resenha novinha em folha. O livro que compartilho hoje aqui no blog Estante da Josy é de um autor que amo. Khaled Hosseini conseguiu novamente escrever uma obra linda. Em O silêncio das montanhas, de 2012, lançado pela editora “Globo Livros”, o autor mostra novamente toda sua doçura para tratar de uma realidade tão amarga.
Pari e Abdullah moram em uma aldeia distante em Cabul. Os irmãos tem uma ligação muito intensa e são órfãs de mãe. Algumas histórias são contadas paralelas com a dos irmãos, e de uma maneira ou de outras acabam tendo uma ligação com a trama principal do livro.
Os irmãos são separados de uma maneira muito cruel e, é a partir desse momento que a história ganha novos caminhos. Lendo essa obra o autor viaja pelo tempo, por lugares, pois o autor ao separar a história em capítulos, traz quase sempre um narrador diferente, muitas vezes em tempos diferentes da história.

Quem já leu alguma obra do autor sabe o que pode esperar. Seus livros são sempre muito intensos e ao mesmo tempo muito bonitos. Khaled consegue como poucos narrar os dramas vividos no Afeganistão, com a medida certa entre dor, amor, sofrimento e esperança. Caros amigos leitores, não esperem menos que um grande livro, aliás mais um para a coleção de ótimos livros desse autor fantástico.
É um livro que precisa da atenção do leitor, afinal ele percorre bastante o tempo e como citei acima várias histórias são contadas e vários personagens são apresentados. Durante a leitura, somos transportados pelos acontecimentos mais importantes do Afeganistão e toda a dor desse povo.
O silêncio das montanhas é um livro triste, sobre uma história bem difícil, sofrida, como já é comum ao autor, escrever sobre esse sofrimento que ele vivenciou tão de perto.  Porém, é um livro forte que ensina que apesar das dores que enfrentamos, sempre temos que buscar aquilo que é invisível muitas vezes aos olhos, mas essencial ao coração.
Espero que tenham gostado da dica dessa semana, por hoje é só e até a próxima!
“Então é isso. Vocês querem uma história, e eu vou contar uma. Mas somente uma. Nem pensem em me pedir mais. É tarde e temos um longo dia de viagem pela frente, Pari, você e eu. Você precisa de uma boa noite de sono. E você também Abdullah.” 
“Pari fica um mês comigo e com baba. Todos os dias, tomamos o café da manhã juntos na cozinha. Café preto com torradas para Pari, iogurte para mim, ovos fritos com pão para baba, algo de que ele começou a gostar no último ano.” 
“Eles me dizem que vou entrar em águas que logo vão me afogar. Antes de ir em frente, deixo isto na praia para você. Rezo para que a encontre, irmã, para que saiba o que estava em meu coração quando afundei.”

Nenhum comentário :

Postar um comentário