[Resenha] Achados e perdidos - Stephen King

Compare e compreAdicione ao skoob
Olá! Como Estão? Hoje gostaria de dividir minhas impressões com vocês sobre o livro “Achados e Perdidos”, do autor Stephen King, que é o segundo volume da trilogia “Mr. Mercedes”, lançado pela editora Suma de Letras.
Nesse segundo volume o foco da história não é o assassino da Mercedes, e sim um novo mistério para o detetive aposentado Hodges e seus ajudantes decifrarem. A trama é narrada em dois tempos.
Em 1978, Morris, um jovem apaixonado pelos livros do autor John Rothstein, junto com alguns colegas acaba assassinando o famoso escritor a sangue frio. De seu cofre eles roubam uma ótima quantia em dinheiro e vários livros do autor que ainda não foram publicados. Morris se sente muito afortunado por ser o único a ter esses exemplares.
Porém, ele sente que está correndo perigo, e que seu crime pode ser descoberto, então ele resolve enterrar esses livros e o dinheiro em seu quintal, pelo menos até se sentir seguro novamente.

Morris é um jovem atormentado que não tem uma boa relação com sua mãe e tem apenas um amigo, que após esse roubo, resolve abandoná-lo. Com sua noção de realidade muito abalada, ele acaba em uma noite, bebendo e cometendo um grave crime, do qual dessa vez, ele não consegue fugir.
Após passar muitos anos na prisão sofrendo as mais diversas agressões e punições, e já não ter mais esperanças de sair de lá, apenas uma coisa o mantém vivo ainda: voltar ao local onde enterrou os livros e o dinheiro, e recuperar aquilo que ele entende ser seu por direito.
O ano é 2010, Peter Saubers é um garoto de 13 anos, que apesar da pouca idade, tenta entender o porquê de seus pais brigarem tanto. A verdade, é que a relação deles foi ficando cada vez pior, após o acidente da feira de empregos, onde um homem assassinou muitas pessoas pilotando uma Mercedes branca. Desde então eles tiveram que se mudar, a situação financeira piorou, e seu pai ficou gravemente ferido nas pernas.
Essa situação fez com que ele se aproximasse ainda mais da irmã caçula Tina. Em um dia meio que ao acaso, ele vai até os fundos de sua casa e encontra um baú. Ao abrir o objeto ele encontra uma ótima quantia de dinheiro e escritos de seu autor favorito.
É neste momento que os caminhos de Morris e Peter se cruzam. Muitos anos após o crime, e após recorrer, Morris acaba conseguindo sua tão esperada liberdade, e ele resolve ir atrás de seu tesouro. Mas logo descobre que ele não está mais no local em que ele o deixou.
É nesse momento que Hodges, Jerome e Holly entram em ação. Tina é amiga de infância da irmã de Jerome, e quando eles descobrem sobre os problemas que Peter está envolvido, eles não pensam duas vezes para tentar ajudar o garoto e sua família.
Meus caros, é um livro de King, logo, podemos esperar uma leitura de muita qualidade, e eu posso afirmar que achei esse segundo volume ainda melhor que o primeiro. A maneira como as histórias se misturam, o modo como os personagens se encontram, onde muitos segredos são revelados tornam a leitura muito agradável e convidativa.
Em “Achados e Perdidos” o leitor vai encontrar uma história que vai muito além dessa pequena resenha, ele vai encontrar um Hodges muito mais afiado para investigar, uma Holly que consegue superar seus fantasmas dia após dia, um Jerome que apesar de estar na faculdade, não consegue largar seus velhos costumes, e claro, Brady ainda está na clínica onde foi internado após o final do primeiro livro, mas será mesmo que ele segue sem nenhuma consciência, como alegam os médicos?
Por hoje fico por aqui, até a próxima resenha!

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Template desenvolvido por Bruna Borges © Todos os direitos reservados - Powered By Blogger