[Resenha] Uma chance para recomeçar - Diana Scarpine

     “Uma chance para recomeçar”; autora: Diana Scarpine; editora: Pandorga; 425 páginas.
Resultado de imagem para uma chance para recomeçar
Compare e Compre Adicione ao skoob
     Duas pessoas alheias às outras, que vivem apenas com um propósito. Carina vive exclusivamente para trabalhar de forma compulsiva e Aurélio, com seu autopreconceito, vive apenas para alimentar o amor por alguém que já não pode mais corresponder. Ambos com corações desolados, marcados por muita dor. Mas o acaso do destino tinha um propósito para eles.
     Com tanto estresse do trabalho, Carina amanheceu um dia com metade do seu rosto paralisado. Desesperada para reverter a situação, ela procurou o médico e logo iniciou a fisioterapia. Lá, por meio de uma conversa, ela recebeu a recomendação de iniciar também sessões de massoterapia para ajudá-la a relaxar. Seguindo o conselho, ela fez a matrícula e chegando à primeira sessão, passou por um grande embaraço com seu massoterapeuta.
     Ele, Aurélio, é cego e tem 50% do corpo queimado, por isso sempre usa camisas compridas e uma máscara para queimados que, por ser adaptada, permite apenas que seus cabelos fiquem livres.
Carina não teve a mesma reação que a maioria das pessoas teria ao se encontrar com esse homem. Ela, ao contrário, ficou atraída e nem mesmo notou que ele era cego, cometendo assim uma gafe que fez com ele se magoasse e que ela o procurasse para se desculpar logo depois.
     Os dois possuem muitas inseguranças, pois o relacionamento com outras pessoas não é comum para nenhum deles. E isso faz com que durante a aproximação deles, eles acabem se magoando diversas vezes e se afastando.
     Porém, diante dessa aproximação, um sentimento parece florescer. Mas junto a ele, uma porção de desentendimento também. Aurélio acredita que ele não é bom o suficiente para uma mulher como Carina (bonita, rica e de status) e teima em achar que ela não o ama, apenas sente uma curiosidade em relação a ele. Já Carina, acredita que Aurélio nunca vai deixar de amar sua falecida esposa e, portanto, nunca terá espaço para amá-la. Mas a presença de Carina na vida de Aurélio vai o instigar a pensar que lhe foi dada mais uma chance para recomeçar.
“Será que você não vê que é muito pior você cruzar os braços e ficar mentindo para si mesmo, fingindo que sua vida acabou, quando ela não acabou, quando ela está bem à sua frente, esperando para ser vivida?”
     Embalados por uma incrível seleção de hits dos anos 80, o casal nos conta uma história com uma narração intercalada entre eles, com um tom poético, cheia de emocionantes relatos de uma vida que não é fácil de ser vivida e de uma forma muito romântica e até mesmo nostálgica.
“-Queria tanto poder olhar para você agora. 
-Não se preocupe em ver. Se preocupe em sentir”.
     Além disso, o livro trabalha muitas questões sociais, econômicas, ambientais e de acessibilidade, que causam bastante preocupação na cidade de Jequié (onde se passa a história) e também em todo o mundo.
     Mas o foco principal mesmo é no recomeço. A vida deve ser vivida, independente das circunstâncias e o casal nos exemplifica bem isso. Mesmo que o destino tenha lhe derrubado, levante-se e recomece. Essa é a essência da vida.

“Por mais que relutemos, muitas vezes, é preciso recomeçar”.

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Nenhum comentário :

Postar um comentário