[Resenha] Tony e Susan - Austin Wright

Resultado de imagem para tony e susan          Olá, leitores! Hoje gostaria de compartilhar com vocês minhas impressões sobre o livro “Tony e Susan” do autor Austin Wright, que foi lançado pela primeira vez em 1993. A edição que tenho foi lançada em 2011, pela editora Intrínseca.
            Sinopse:
            Há vinte e cinco anos, Susan Morrow deixou Edward Sheffield, seu primeiro marido. Certo dia, instalada confortavelmente na casa em que mora com os filhos e o segundo marido, ela recebe, pelo correio, um embrulho que contém o manuscrito do primeiro romance de Edward. Ele lhe pede que leia seu livro: Susan sempre foi sua melhor crítica, justifica.
            Ao iniciar a leitura, Susan é arrastada para dentro da vida do personagem Tony  Hastings, um professor de matemática que leva a família de carro para a casa de veraneio no Maile. Quando a vida comum e civilizada dos Hastings é desviada de seu curso de forma violenta e desastrosa. Susan se vê às voltas com seu passado, obrigada a encarar a própria escuridão e a dar um nome para o medo que corrói seu futuro e que vai mudar sua vida.

            Primeiro preciso dizer que se trata de um livro com duas histórias. Ou seja, lemos a história principal, e acompanhamos a leitura de outra história pela personagem.
            Susan foi casada com Edward, mas a relação entre eles não deu certo e eles se separaram. Atualmente ela está em seu segundo casamento com Arnold. Ela leva sua vida de maneira pacata. Cuida dos filhos, leciona algumas aulas em uma faculdade, mas mesmo sem perceber parece que falta algo em sua vida.
            Tudo muda quando ela recebe o primeiro romance escrito por seu ex - marido Edward. O contato com ele desde que se casara novamente se resumia a cartões de natal no final do ano, mas será que é uma boa ideia mexer com seu passado?
            O livro intitulado de “Animais Noturnos” traz como personagem principal Tony. Ele é um professor de faculdade renomado, que tem sua vida transformada após um incidente envolvendo uma viagem e sua mulher e filha.
            As duas narrativas funcionam muito bem. Prova disso, é que às vezes temos a impressão de que a história de Tony é a principal, mas não é verdade. Susan é a nossa protagonista. É muito interessante ver que a cada capitulo ela tem ótimas observações a fazer sobre a escrita de Edward. E claro que não são apenas críticas ao livro, junto com isso temos suas memórias sobre seu casamento frustrado com o ex-marido, e muitas lembranças voltam para obriga-la a encarar os seus fantasmas.
            Eu particularmente gosto muito de livros como esse, que trazem uma história dentro de outra, e por isso acredito que o autor precisa ter muito cuidado para conduzir sua escrita, de modo que não comprometa o bom andamento da obra. E isso sem nenhuma dúvida é feito por Austin.
            Por hoje fico por aqui! Até a próxima resenha! 

Nenhum comentário :

Postar um comentário