[Série] #6 The Handmaid’s Tale

        Olá, como estão? Hoje trago em minha resenha essa série que é simplesmente devastadora. The Handmaid’s Tale é forte e aborda um tema muito atual: o machismo, em uma sociedade onde a mulher perde totalmente todos os seus direitos.

A série é baseada no livro de Margareth Atwood chamado “O conto da aia” de 1985. O termo “aia” é utilizado para definir essas mulheres que só servem para reprodução, elas são treinadas para viver nessa nova sociedade que é estabelecida nos Estados Unidos (que agora se chama República de Gilead) e devem servir as famílias que não conseguem ter filhos.
Cena da "cerimônia".  A atriz que interpreta Offred é
Elisabeth Moss que fez muito sucesso na série Mad man onde
interpretava Peggy Olson
Elas perdem seus nomes, suas identidades e todos os seus direitos. Não podem mais ver TV, ler notícias, utilizar as roupas que desejam ou qualquer tipo de maquiagem, adereços e afins. São marcadas como gado, e perdem qualquer poder sobre seus corpos, desejos e autonomia.
      A narrativa é sobre o ponto de vista de uma dessas aias, Offred (ElisabethMoss) que como seu nome já diz quer dizer Of Fred (de Fred) que vive em uma dessas famílias. A trama mostra sua vida atual dentro desse novo regime totalitário e teocrático, e em frashs como era sua vida antes, com seu marido e filha, e seu nome que era June. A história se passa no futuro, onde o contexto é extremamente cruel com as mulheres.
As “aias” têm que usar uma mesma roupa que consiste em uma espécie de túnica bordô, os cabelos presos e escondidos atrás de um tipo de chapéu. Elas não podem se comunicar na rua com ninguém, apenas com suas companheiras aias. E caso não consigam ser férteis e dar filhos a essas famílias, um futuro ainda mais sombrio as espera.
Alexis Bledel interpreta uma das Aias fez muito
sucesso na série Gilmore Gilrs interpretando Rory Gilmore
Nesse contexto o telespectador é apresentado nessa nova sociedade, onde eu confesso que é como se levássemos um soco na cara. A série é uma distopia. Mas é uma realidade que se pararmos para pensar, não é impossível de acontecer, visto que vivemos ainda em um mundo machista, onde as mulheres são vistas como objetos e ainda encontram muitas desigualdades.
Outro rosto conhecido e da atriz Samira Wiley,
que interpretou Poussey na série Orange Is The New Black
The Handmaid’s Tale apresenta um roteiro de primeira, com os episódios muito bem amarrados e que prendem o telespectador do primeiro ao último episódio. É cruel e comove em muitos momentos, pois é impossível não se envolver nessa situação e em todo o horror que a cerca. Outro ponto alto é a interpretação perfeita de Elisabeth e sua entrega genuína a personagem.
O processo onde as mulheres são obrigadas a terem relações sexuais com seus comandantes é chamado de “cerimônia”, o que não passa de puro estupro. Sim, temos cenas de estupro que são doidas e revoltantes.
Eu diria que é uma série necessária, pois precisamos abordar o feminismo e ressaltar sua importância para termos uma sociedade mais justa e de igualdade entre os sexos.
Uma das cenas que deixa claro a beleza fotográfica da série
A produção tem sido muito bem avaliada pela crítica e tem gerado importantes debates sobre sua temática. Eu indico essa produção pela importância do assunto central e pela qualidade de sua produção. E não tem como não mencionar sua belíssima trilha sonora e fotografia.
Por hoje fico por aqui! Até a próxima resenha!

Nenhum comentário :

Postar um comentário