[Série] #3 Black Mirror: Primeira temporada

     Olá, como estão? Hoje gostaria de falar com vocês sobre uma série que já tem três temporadas. Black Mirror é uma série distópica que critica fortemente a sociedade moderna. Seus episódios despertam muita polêmica e muitas pessoas os julgam até perturbadores. Como seus episódios são muito específicos e bem diferentes do que estamos acostumados a assistir, vou dividir essas temporadas em três partes. Começando com a primeira.

     A temporada inicial tem apenas três episódios e trata muito dos impactos tecnológicos e como isso poderá afetar nosso futuro se não repensarmos nossa dependência sobre eles. Lembrando que não existe uma continuação da história entre seus capítulos. A cada episódio são novos personagens, novas temáticas discutidas, claro que todas elas levam o expectador para o mesmo lugar.
     O primeiro episódio é “The National Anthem”, que trata muito da exposição que as redes sociais nos proporcionam, e mostra como isso pode ser perigoso. Nele o primeiro ministro inglês enfrenta um grande conflito pessoal: para salvar a vida de sua princesa, ele precisa ter relações sexuais com um porco, e claro, tudo isso transmitido em rede nacional em tempo real. É um episódio que deixa claro o terrorismo psicológico e digital imposto, onde a única intenção é a humilhação pública através do mundo digital. O que pode ser refletido como uma espécie de circo dos horrores, pois apesar do nojo que pode ser sentido pelos fatos, muitos não conseguem se distanciar da situação e anseiam por mais desse conteúdo.
     O segundo chamado “Fifteen Million Merits, aborda sobre os preciosos minutos de fama que muitos anseiam adquirir. Um exemplo são os famosos reality shows que podem proporcionar essa fama instantânea, e esse é o enredo principal desse episódio. Os personagens vivem enclausurados e a vida gira em torno de algumas tarefas como: acordar, pedalar em uma bicicleta para gerar energia, comer e assistir e dormir.  É uma cultura onde tudo é virtual e as pessoas não vivem, apenas sobrevivem. É quando um dos personagens resolve inscrever sua amiga em um desses reality, e ela tem sua vida totalmente modificada e muito exposta. O que nos leva a refletir sobre os limites que devemos ter em relação a toda exposição, e se isso não pode acabar sendo algo muito negativo.
     O episódio que encerra a trama é “The Entire History of You”, aborda a imensa necessidade de registrar nossa vida nas redes sociais. Nesse cenário, as pessoas têm uma espécie de implantes que permitem que seja possível recordar através dos olhos, a vida de cada indivíduo. Todas as memórias podem ser acessadas e exibidas a qualquer momento. E é por essas possibilidades que muitos conflitos surgem entre os personagens.
     Essa série é muito interessante em vários pontos e aborda temas atuais que podem trazer ótimos debates sobre toda essa dependência que temos em relação a toda a tecnologia que nos é apresentada dia após dia.
     Por hoje fico por aqui! Na próxima semana falaremos sobre a segunda temporada. Até lá!

Nenhum comentário :

Postar um comentário