[Resenha] Laranja mecânica - Anthony Burgess

Resultado de imagem para laranja mecanica livro
Olá leitores! Tudo certo com vocês? Hoje gostaria de dividir com vocês uma leitura bem polêmica, porém sensacional.
Laranja mecânica tem algumas versões em livros, a que eu tenho, é a edição especial de 50 anos, pela editora Aleph. O autor desse livro é Anthony Burgess, mas nessa edição especial ele conta com ilustrações de Dave Mackean, Oscar Grillo e Angeli.
Eu sempre amei a história de “Laranja mecânica”, só que neste caso eu vi primeiro o filme para depois ler o livro. E de cara já me deparei com essa edição que é um primor para quem ama o contexto e a obra. Além das ilustrações citadas acima, o livro ainda tem: Trechos do livro restaurados pelo editor inglês, notas culturais do editor, artigos e ensaios escritos pelo autor, inéditos em língua portuguesa, uma entrevista inédita com Anthony Burgess e reprodução de seis páginas do manuscrito original, com anotações e ilustrações do autor.
O livro foi proibido no Brasil e em vários países.
Foi liberada pela censura por aqui, em 1978. A história é contada em primeira pessoa, pela adolescente problemático Alex, 15 anos, que lidera uma gangue de delinquentes que depois da escola, sempre se reúnem para cometer crimes como roubo, agressões físicas e estupros, apenas por diversão e perversão.
Em uma noite após um desses crimes, Alex é traído por seus amigos que já estão cheios de aguentar suas ordens e maus tratos. Tosko, Pete e Georgie abandonam o jovem e ele acaba preso.
E ai que começa o lado “maluco”, polêmico e perturbador da história. Alex é submetido a um tratamento em fase de experimentação pelo governo, que promete acabar com o sentimento de maldade das pessoas em até duas semanas. O nome desse tratamento é “Técnica Ludovico”.
Resultado de imagem para laranja mecanica
Cena descrita ao lado. (Plano Crítico)
Essa terapia constitui- se em submeter o individuo em sessões diárias de filmes de conteúdo de extrema violência, além de ser injetada uma substância que garante sensações de mal estar e muito enjoo. Com isso a intenção do governo é associar atos de violência a sensações ruins, para o individuo pensar duas vezes antes de fazer tal atitude.
O leitor tem a sensação de estar em uma sociedade futurista, aonde a violência chegou a pontos extremos e o governo para isso é totalmente totalitário. O autor criou um vocabulário próprio para essa obra. Algumas palavras são inclusas no dialeto dos personagens o que dá um teor muito particular a obra. A língua é chamada de nadsat que mistura o inglês ao russo. Porém isso não dificulta a leitura, afinal nesta edição o leitor encontra no final do livro as palavras traduzidas, e quando percebe já está entendendo perfeitamente o nadsat.
A grande critica que muitos fazem a história e é ai que mora uma das grandes polêmicas do livro, é sobre o modo que o governo tem de “modificar a conduta de seus presos”, ou seja, eles perdem o livre arbítrio por suas atitudes e ficam condicionados a ser como o governo quer. A critica se dá pelo modo como os adolescentes são tratados e o quanto essa técnica interfere em sua vida a partir dessa experiência.
Após as sessões desse tratamento o jovem é praticamente jogado de volta as ruas e percebe que não consegue mais cometer atos de violência sem sentir-se muito mal. Ou seja, todas as suas antigas vitimas se vingam dele e ele não consegue reagir. O final do livro é bem interessante e mostra ao leitor outras vertentes dessa história.
Tanto lendo a obra ou vendo o filme eu não consegui sentir ódio do personagem principal. Alex é um jovem vitima do sistema e ao invés de ser ajudado é cruelmente modificado por interesses de um governo.
 A história em si do livro é muito boa e é uma leitura ótima para quem gosta dos clássicos. O livro permite ao leitor embarcar em uma realidade totalmente diferente, das que estamos acostumados nos livros comuns. Seu enredo é único e você dificilmente encontrará algo parecido. Laranja mecânica é uma daquelas leituras que ficam na cabeça do leitor por semanas, meses e que o fazem certamente procurar o filme logo em seguida.

Por hoje é isso pessoal! Até a próxima meus “molodois”! (em nadsat significa jovens!)

Nenhum comentário :

Postar um comentário