[RESENHA] Aconteceu em Paris - Molly Hopkins


SINOPSE:

Evie Dexter quer fazer carreira como guia de turismo. Determinada como é, e cheia de coragem por causa de um ou outro drink, ela logo começa a “melhorar” seu currículo. E consegue um ótimo emprego: acompanhar turistas por toda Paris.Agora é só uma questão de se firmar como profissional demonstrando o seu melhor. Mas os vinhos franceses são tão gostosos... E seu tutor, Rob, é bonito demais!
O primeiro romance de Molly Hopkins é um livro que todo mundo gostaria de ler. É verdade que você pode se incomodar com o comportamento de Evie quando ela descobre que Rob é muito rico, e pode até ser que você ache que Rob é exageradamente controlador. Mas nada é maior que as gargalhadas que você dará quanto mais conhecer a garota descomedida, apaixonada e com um imenso coração que é Evie. Uma moça como muitas que conhecemos.

MINHA OPINIÃO PESSOAL:

Tudo começa quando Evie decide mudar sua vida simples se tornando guia de turismo! Mas tem um problema... ela não sabe nada desse assunto e nem ao menos conhece Paris. Mas ela é esperta, ela estuda tudo e faz praticamente um discurso ensaiado em frente a avaliadora do emprego e assim, acaba conseguindo. O primeiro dia de trabalho já começa com grandes problemas, ela esquece sua bolsa com inclusive seu passaporte, dentro de sua casa, e não havia como voltar e pegar. Mas tudo se resolve quando ela encontra Rob, seu motorista incrivelmente sexy. 
Ao ler esse livro fiquei imaginando que a autora deve ter se inspirado em Mariah Keyes e em E.L. James. Vi muitas semelhanças entre o Rob e o Christian Grey e muitas semelhanças entre a Evie e as personagens de Mariah Keyes. As semelhanças com o Christian não é só pelo "hot", mas também porque o cara é totalmente controlador, exageradamente! Eu me senti sufocada por ela.  
O romance é um pouco parecido com um chick-lit, bem divertido, Evie é muito trapalhada, mas consegue se safar muito bem das enrascadas. Mas  sinceramente eu não seria amiga dela, pois além de ela ter um grande problema com a bebida ela fala pelos cotovelos! 
E o Rob havia me conquistado no começo, mas depois foi me decepcionando também. 
O livro possui 480 páginas, não é cansativo, a história se desenvolve muito bem e é muito bem escrita, porém acho que o livro podia facilmente ser reduzido,  não era necessário estender tanto.
Enfim, como romance, fica devendo um pouco, mas é um ótimo chick-lit.

CLASSIFICAÇÃO:




TRECHOS QUE MARQUEI:


"Amar não é encontrar uma pessoa com quem queira viver junto. É entender que encontrou uma pessoa e que não pode viver sem ela"

"Livre das dívidas! Senti vontade de sair dançando gangnam style em volta da cama, ou outra dancinha qualquer,"

"-Meu velho costumava dizer: Nunca seja um devedor e jamais um emprestador."

"Quando entrega a alguém a chave de seu coração, ele pode entrar e sair quando quiser, a menos que você ponha uma barreira. Do contrário, existe a possibilidade de que o coração fique permanentemente aberto, permitindo que entre quando desejar e destrua qualquer vestígio de amor próprio que ainda tenha."

Beijos! :3

Nenhum comentário :

Postar um comentário