Resenha: Trilogia 50 tons de cinza.


Todo mundo já ouviu falar sobre a trilogia não é mesmo? Mas nem todos tiveram a oportunidade de lê-los. Eu tive *-* Acabei de terminar de ler o último livro da trilogia: "50 tons de liberdade", e posso afirmar que esses livros me prenderam de um forma que não acontecia comigo desde a saga crepúsculo.
Voltando ao assunto: Christian Grey é um cara absolutamente lindo! Mas que esconde grandes segredos de seu passado que fazem ele ter um estilo de vida, digamos, totalmente fora do normal.
Quer ter idéia do que ele faz? Ele açoita, chicoteia e 'fode duro' -como ele diz- as garotas com quem ele tem uma espécie de relacionamento sigiloso. Essas são chamadas de 'submissas'.
Anastásia Steele é a garota que muda a cabeça dele, por ser uma garota totalmente inexperiente com sexo e por ser muito teimosa também.
Mas umas coisas começam a mudar nele quando a Anastácia decide deixá-lo por ela num suportar o que ele faz com ela. Os dois se reencontram no segundo livro e, apesar das dificuldades dele, ela acaba conseguindo arrancar grandes segredos dele, que fazem compreender todos os motivo pelo qual ele tem aquele estilo de vida tão assustador.
No último livro, eles são o casal mais feliz no mundo, mas acontece uma coisa que abala o relacionamento deles e com o sacrifício que Anastácia faz para salvar Mia - irmã de Christian - ele se abre totalmente, depois do grande susto de perder a sua amada.

É uma história romântica, erótica e viciante. Vale a pena conferir.


Boa leitura!

Nenhum comentário :

Postar um comentário